POESIA: COM O OLHAR DO CORVO

Na penumbra

o grito do corvo nos acorda

para novas realidades

entre as sombras, o relâmpago

assusta as retinas

e o músculo cardíaco

é preciso esculpir a palavra amor

apelando à memória

e aos sentidos

guardamos esse sentimento afetuoso

nos campos floridos

do passado

agora, o mundo mudou

– esta é a época

do relâmpago e do terror

é preciso chamar o amor

e cultivar algum ideal

com intensidade

como um corvo em um dia outonal

podemos observar o mundo

com o olhar profundo fixo no futuro.

2 comentários em “POESIA: COM O OLHAR DO CORVO

Adicione o seu

Deixe uma resposta para Bruno Oliveira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: