POESIA: SOBREVIVENTE

A peste venenosa anda buscando mais moribundos.

Meu amigo pegou

O vizinho do lado também

E agora eu

Infectado com o vírus viajante

Não me recordo se veio pelo espirro

Ou pela tosse do amigo

Lembro que conversávamos e apertávamos nossas mãos.

Logo veio tosse, febre, coriza, dor de garganta

E dificuldade para respirar.

Teste

Mais teste

Resultado…

O maléfico estava em mim. 

Depois de dias no hospital,

Graças aos médicos e enfermeiros, sobrevivi.

E agora escrevo para ti, 

Pois não sou mais um contagioso, 

Mas um sobrevivente. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: