Categorias
Isabel Furini Poesia

POESIA: ÉPOCA DE PANDEMIA

DE: ISABEL FURINI

O pincel de um artista louco

pinta com acuidade

a própria humanidade 

(fragilizada)

sem observar as estrelas do firmamento

e com as raízes grudadas 

nas paredes invisíveis das redes sociais

a humanidade navega no mar deste tempo-espaço

em barcos construídos com papel de pipa

e revestidos

por uma grossa membrana de pensamentos opacos

emitidos pelas cabeças das Górgonas.

Uma resposta em “POESIA: ÉPOCA DE PANDEMIA”

Parabéns, Isabel pelo seu belo e bem construído poema, falando com muita sensibilidade sobre a pandemia. Abraço!

Deixe uma resposta