POESIA: RONDÓ DE AMOR PRAIANO

Vosso retrato no horizonte

É maresia, molha a fronte.

Rara figura de ternura

Ampla, e salina pele escura.

Olho-te daqui, hesitante.

Valsando n’água, elegante.

Valente e submerso amante.

Veja: Provoca a tal borbulha.

Vosso retrato…

Imóvel, é estonteante.

Meu marítimo farsante,

Causador dessa minha usura.

Astuto tritão que me atura.

Rio não! Ele é mar ambulante.

Vosso retrato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: