Categorias
Ernane Catroli Poesia

POESIA: – À DERIVA –

DE: ERNANE CATROLI

Esparsas

               sombras se alongam

Não demora a noite

Esta chuva fina

                          e este vento

                                            não continuam

Tudo é teia

                  insidiosa

Matéria rediviva                            Memória

11 respostas em “POESIA: – À DERIVA –”

Deixe uma resposta