Categorias
Hanna Carpeso Poesia

POESIA: EU SONHO O MUNDO E JOGO EM CAMPO ABERTO

DE: HANNAH CARPESO

Eu sou o Mundo.

Vago orbe – sem limite

         Adentrado em campo estrelado

         Mar de ar me reveste com cuidado 

Giro na roda do fogo

Rodopio entre dia e noite

         No tapete escuro sideral

         Sou bola azul, a jogar no gramado espacial.

Acredito ser único – planeta vivo

Apartado o céu da terra – delineado

         Driblando  livre pelo firmamento 

         Onde encontro assento

         Num jogo  de avassaladores

Sou  um mundo particular – do eu

Sou um  mundo universal- do seu

         Sei que o jogo é  marcado pelo  tempo

         A escoar na  ampulheta  cósmica

         Mesmo com atividades sísmicas

Sou um mundo jogador

O que  veio para  mudar e ficou

         Faço meu jogo bem pensado

         Pois são dois tempos  bem marcados

Sair de rotas programadas

 Quebrar regras alinhadas

         Passar dos 45 minutos solar

         Terminar nos 45  minutos luar

Colidir   com um cometa

Para subtrair sua proeza

Riscar o céu com a certeza

De se tornar vencedor

         Enquanto um tiro de meta

         Desobedece ao  juiz

Desafio  de um corpo celeste apagado

Na busca de brilho  ousado

         Corro pela lateral em busca

         De um buraco negro

         E nele meter um gol

 Ser um mundo destacado

 Pelo universo invejado

          Arremetido ao pódio 

          E ser cantado por trombetas

         Eis o sinal da vitória

E na glória de ser o rei

Em sol se transformar

Deixe uma resposta