Categorias
Malinga Dambo Poesia

POESIA: EM UMA NOITE

DE: MALINGA DAMBO

Maxixe- Moçambique

Chego exausto dos virtuais mundos

Regresso dos aliciantes jogos imundos

Expostos no mágico aparelho do bolso

Aposento-me sobre o silêncio 

De uma claridade sem viciações, 

A do luar e das constelações

Doo as minhas memórias às corujas 

Para cantarem humildades da infância

Que só o tempo me traz em ressonância

De mãos dadas com a noite,

Revejo nas constelações a unidade

A força conjunta e a irmandade, 

Princípios que descrevem o meu berço

Admiro a lua

Na sua generosidade nua 

Reflectida na partilha do claro solar 

Imitando as manias dos meninos do outrora:

Partilha

Ah!

Deste regresso não saio, não!

Até que a morte se imponha.

Uma resposta em “POESIA: EM UMA NOITE”

Deixe uma resposta