CRÔNICA: ALGUMA COISA ACONTECEU NO MEU CORAÇÃO

Quando estive em São Paulo pela primeira vez, eu tinha nove anos. Eu era criança e não entendi muito bem. Meu pai reuniu família e alguns amigos numa Kombi. A gente viajou muitas horas, muita estrada e não fazia calor. A casa dos meus avós paternos. Memorizei e nunca mais esqueci:

Minha avó com os cabelos longos, pele negra, um bando de mulheres cozinhando. Não pude estender meu olhar para a cidade que nem era a minha. Quando percebi conheci garoa.

Quando voltei a São Paulo eu tinha quarenta anos.  A empresa avisou de um curso para assessores de imprensa. Fui sozinha. De avião. Pela primeira vez. E já curtia Rita Lee.

No hotel, eu sozinha. No andar acima muitos profissionais se juntaram por doze horas e o professor paulista, um sotaque estranho aos meus ouvidos percebi São Paulo. À noite fomos pra o bar no anexo do prédio.  Bebemos, rimos e o bar tinha som de barzinho. Recordo um porre, chegando ao quarto do hotel e o porre era meu. Voltei pra minha cidade. Levei um certificado e um bocado de luzes e arranha céus embaralhados nessa minha segunda vez.

A terceira vez que estive em São Paulo eu já entendia Sampa. Minha filha estava morando na cidade e fui visita- lá. Fomos eu, marido e filho. Conhecemos lugares. Avenidas, shows na rua, e da janela do apartamento da minha filha eu vi o céu ensolarado, estávamos em 2019. Eu tinha 58 anos. 

Não sei quando será minha quarta vez. Quem sabe num domingo sem atropelos e sem PSDB.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: