POESIA: TRANÇA A TUA TRISTEZA

“Pego uma mecha que está solta de um dos lados e junto com a outra parte que já está presa. Seguro com força, nenhum fio fora do lugar. O gosto salgado, amargo, preenche a boca e ouço sua voz: “Não chore, minha menina, trança sempre a tua tristeza, não a deixe entrar.” Mas aqui sozinha, um tormento me invade e eu só ouço sua voz, agora a me chamar. Preciso aprender a viver com a solidão.”

Este poema faz parte do livro “Tr3s” das autoras Larissa Brasil @larabrasil e Larissa Prado @lrsrprd

Onde há participação da Day no prefácio e três poesias que introduzem as três partes do livro.

**O livro está entre os finalistas do Prêmio Aberst de Literatura @aberstassociacao na categoria: Narrativa curta de Suspense.

Um comentário em “POESIA: TRANÇA A TUA TRISTEZA

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: