POESIA: BRING ME THE DISCO KING

Então eu danço.

Danço essa balada mambembe.

Danço com as ninfas,

com os ladrões e mentirosos.

Danço com os livres

e loucos

ao som do Rei do Disco

Danço essa sinfonia capenga

em dó sustenido.

Danço sob o manto escuro

da noite e sobre o chão

de um espelunca qualquer em Calexico.

Danço abastecido com o sagrado combustível do transe.

Danço com a paixão,

com o medo

e principalmente com a morte,

pois de frente com esta

todo mundo dança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site desenvolvido com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: