POESIA: CULPA

A escuridão me consome

E a culpa corrói meu ser

Os pingos da chuva caem

E me despertam pra realidade

O caixão é fechado

E me despeço pela última vez

Eu não queria ter feito aquilo

Mas puxar o gatilho 

Foi minha única opção 

Ninguém nunca saberá a verdade

Fiz parecer suicido 

Ainda sinto a garganta doer

Do tanto que você apertou 

Tentei achar outra solução 

Mas quando tive uma chance 

Decidi 

Que minha vida valia mais que a sua

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site desenvolvido com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: