POESIA: DESVENTURAS ORTOGRÁFICAS

O que será dos sujeitos

Se o futuro do pretérito

É mais que imperfeito?

O que será dos eus, tus, e eles

Se os artigos são artigos

Em falta nas prateleiras?

O que será dos verbos verborrágicos

E dos predicados cada vez mais precários?

Dos conjuntos de conjunções

E dos pronomes que dão nome

Às propriedades garantidas

Pelo verbo ter?

O que será dos substantivos

Agora tão subjetivos

E das metáforas sofrendo

Metamorfoses desvairadas?

O que será dos hifens

Que insistem em separar?

Dos ditongos, dos tritongos e das oxítonas

Passando por hiatos seculares?

E o que será dos plurais cada vez mais singulares?

Um comentário em “POESIA: DESVENTURAS ORTOGRÁFICAS

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: