PROSA: DE MIM, PARA EU MESMA

Tem dias que são realmente difíceis sabe…

Mas nem todos, mesmo assim, quase sempre há 3 tópicos bons em  cada um desses dias.

Eu mesma pensava que nada mudaria, e nem um sonho alcançaria, mas estava blefando comigo mesma!

Pela noite as  ruas da  cidade permanecem  com aquela baixa iluminação,

E durante o dia  o aspecto amargo e cinza dos prédios e fábricas tomam conta de toda visão.

Tudo parece igual à época anterior, as pessoas, os bairros e até mesmo os pensamentos.

Mas diferente de você minha antiga eu, não estou presa e muito menos me escondo no comodismo dessa cidade!

Não me conformo com pouco e muito menos me escondo na escala cinza da multidão.

Amadurecimento de minha parte? Talvez! Só se for com uma pitada de trauma, eu diria.

Embora tudo pareça seguir um fluxo automático e repetitivo,  como os ponteiros de um relógio,

Nós conseguimos o feito diário de fugir do padrão,

Temos um lar, um conforto e muita proteção,

E caso me pergunte  sobre os sonhos e planos,

Nosso brilho no olhar dá uma leve oscilação, mas permanece sempre ali…

Intacto, tímido, misterioso e com sede de aprender, de criar, de viver!

Estamos nos saindo bem, para ser sincera…

Você bem sabe, eu não esperava por tudo isso!

Mas a vida é meio louca, não é mesmo?

Então, vamos continuar derramando baldes de tintas coloridas por onde passarmos!

Com carinho EU 26.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: