POESIA: AMOR PRÓPRIO

Acendo um cigarro e penso na vida

Já foi boa, mas ultimamente era triste

Depois de tomar a atitude devida

A lembrança do sorriso pesiste 

Divago sobre as segundas chances

São raras, por isso devem ser agarradas

Devo pensar em todas as nuances

E esquecer as escolhas erradas

Daqui para frente a vida será diferente

Com uma perspectiva maravilhosa

Devo ser uma pessoa sempre coerente

E dentro do meu propósito, audaciosa 

Apago o cigarro com uma certeza

O futuro já começou a acontecer

Hoje vejo tudo com muita clareza

E aprecio o belo entardecer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: