POEMA: EU SINTO MUITO

Eu sinto a dor, 

O horror, a ferida aberta;

Esse calor que queima, 

O frio que corta,

A casca deserta.

Eu sinto a culpa,

A exaustão, o mal tão carente;

O sol que me cega, 

A chuva que cai,

A alma ausente.

Eu sinto as horas,

O passado, o futuro que morre;

O presente que grita,

O silencio que abraça

– Prisão que socorre.

Eu sinto os sorrisos

Tocar-me os ouvidos,

Cobrando atenção… ;

Eu sinto saudade,

Eu tenho vontade,

Eu quero o perdão! 
Eu sinto muito!

Um comentário em “POEMA: EU SINTO MUITO

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: