POESIA: MORTE AO PRESIDENTE

Eu tenho 36 anos e nunca vi

Tanta gente sem ter o que comer

Enquanto o inominável, disso ri

Tem que ter algo que possamos fazer

Se eu pudesse ajudava a todos

Mas nem quem tinha, tem mais

Continuamos sendo tratados como bobos

Não era assim, nem no tempo dos meus pais

Se você tem idade, tire o título de eleitor

Faça a sua parte e pense nos miseráveis 

A fome caso não saiba, causa dor

Das mais terríveis e insuportáveis

Não existe terceira via, esquece

A única via é o querido barbudo

Portanto façamos uma grande prece

Para que ele ganhe do chifrudo

2 comentários em “POESIA: MORTE AO PRESIDENTE

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site desenvolvido com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: