Categorias
Naomi Cari Poesia

ORDEM ALFABÉTICA

Eu disse:

– Eu quero você em todos os cantos.

Desejava por alguém

Que a desejasse na mesma intensidade,

Matasse a fome do corpo

Enquanto implorava na alma.

As mãos que se encontravam

No decorrer do caminho.

O proibido,

O toque,

A sensibilidade da rigidez violenta

Sobre a pele.

Os sorrisos e as mordidas

Entregavam o momento

Do calor latejante

Que nos olhos a consumia.

Paixão ou existência?

A vida revelada na úmida

Junção do íntimo.

Categorias
Naomi Cari Poesia

TEXTO POÉTICO: ODE AO NONSENSE

linha de partida

se revolta contra a autoridade com a moleza de quem fala com um amigo. decide seus passos com a pressa de um imortal. lento. os cortes cirúrgicos naquele bife mal passado e a saliva no canto da boca. seca.

a sem gracês do new indie. o próximo hit

a viagem do new tudo. o próximo vixe

o não pensar

a descrição sem pausa. o silêncio engolido entre as palavras. o buraco no não preenchido.

o refrão

o mendigo da bunda de fora e o velho do dente de ouro. praguejavam sem mexer os labios. e sempre que os perguntava, eles estavam só pensando. em quê? em nada!

a fuga e a procura do amor

repete o refrão

a exaltação da verborragia e sua vitória contra o sentido. ouviu barulho, bebeu cachaça, tropeçou até o balcão as três da manhã. e a felicidade de encontrar alguem pior do que você

ponto de chegada