Débora Moreira Pereira

BIOGRAFIA

Meu nome é Débora Moreira Pereira, tenho 31 anos, sou gaúcha, natural de
Porto Alegre/RS, cresci e morei até os meus 29 anos em Guaíba/RS e por meados
de Maio e Junho de 2020, residi em Porto Alegre/RS, devido me separar de um
relacionamento de 8 anos, o qual era totalmente abusivo, mas principalmente por ter
sido agredida fisicamente por alguém bem próximo da minha família. Descobri que
esperava o meu Milagre, meu filho, em Abril de 2020. Graças a Deus e ao meu Anjo
da Guarda, meu pai -iin memorian- nada aconteceu comigo, muito menos com meu
filho quando fui agredida. Residi em Porto Alegre/RS junto com os avós paternos do
meu filho e com o pai dele. Em Setembro de 2021, retornei a minha Cidade Natal:
Guaíba. Formei-me em Técnico em Magistério pelo Instituto Estadual de Educação
Gomes Jardim, na cidade de Guaíba/RS, em Dezembro de 2011, também formei-
me em Licenciatura em Matemática pela Universidade Luterana do Brasil
(ULBRA/RS – Campus Canoas/RS) em Março de 2019, conclui em Fevereiro de
2020 a Pós de Metodologia de Ensino de Matemática pelo Centro Universitário
Leonardo da Vinci (UNIASSELVI – Campus Centro de Porto Alegre/RS), estou
cursando a Pós de Psicopedagogia Clínica e Institucional pelo Centro Universitário
Leonardo da Vinci (UNIASSELVI – Campus Centro de Porto Alegre/RS). Trabalho
há 13 anos no meio da educação, mas há 4 anos sou contratada pelo estado do Rio
Grande do Sul, onde atuo como Professora de Matemática para os Anos finais do
Ensino Fundamental e Ensino Médio, lecionando em uma Escola Pública do Estado,
na minha cidade mesmo.
Sempre gostei de ler, desde que me entendo por gente, rsrsrs. Quando
pequena, acredito que estava na 2ª série recebi da bibliotecária da escola onde
cursei todo o meu ensino fundamental, como a maior leitora da escola. Lembro que
lia muito rápido e assim fazia muitas trocas dos livros durante a semana e no mês.
Os contos de fadas sempre foram e continuam sendo meu gênero favorito e sou

muito fã da história A Bela e a Fera. Quando cresci as poesias ganharam a minha
admiração além de outros gêneros, na minha adolescência lia muito livros de
suspense e de terror. Do universo da música, sou super fã até hoje de Sandy &
Junior, Lucas & Orelha e, do universo Gospel, amo Aline Barros, Bruna Karla.
Quando entrei pra faculdade, há exatos 13 anos, ganhei um livro da minha
mãe com uma dedicatória linda, Nunca desista dos seus sonhos do Augusto Cury,
não preciso dizer que se tornou meu livro e escritor favorito, ou preciso? De tanto
que gostei do livro criei um blog inspirado no livro Jamais Desista dos Seus Sonhos
e uma Fanpage Sonhos Bons Quando Realizados. Sou fã também das histórias do
escritor norte americano Nicholas Sparks, apenas 9 anos de muita adoração.
Com 10/11 anos escrevi meu primeiro poema, mas nada que pudesse indicar
que hoje seria uma escritora, passados uns 3 anos escrevi meu segundo poema,
também nada que pudesse dizer algo, pois ambos foram escritos na escola,
sugeridos pelas minhas professoras de português.
Em 2007, com 16/17 anos comecei a escrever pra valer. Comecei adaptando
alguns versos, até que os meus poemas escritos por meu punho do início ao fim
começaram a ter forma. Escrevia com base nas minhas vivências e decepções, ou
de algum tema que desejava. Uma curiosidade bem louca eu só escrevia num
caderno grande de 200 folhas e de capa mole. Cheguei a lotar 2 cadernos destes,
que infelizmente os perdi, lá tinham os primeiros poemas que fiz, mais de 300
poemas. Sempre ficava de digitá-los quando ia na época numa lan house, porém
não cheguei a fazer.
Preciso mencionar que o meu pai -in memorian- sempre foi quem sempre me
deu muita força para escrever mais e mais os meus poemas, sempre foste a
primeira pessoa a dar sua opinião a cada poema finalizado, não por ser meu pai,
mas não poupava nas críticas, quanto elogios. Quando mencionado na minha
adolescência da ideia de escrever um livro, quando ainda tinha 16/17 anos, ficou
muito contente e feliz. Apoiava bastante. Sem sombras de dúvidas, com a

concretização de mais um sonho, a publicação do meu primeiro livro através de uma
editora, ele estaria saltitando de alegria, ou de alguma forma meus poemas serem
publicados para que outras pessoas possam ler e quem sabe se identificar, estaria
aplaudindo. Após sua internação há 4 anos que o fez lutar pela vida por longos e
intermináveis 42 dias, passei a escrever poemas voltados a ele. Em toda a visita, eu
os lia a ele, esperando de alguma forma sua opinião, crítica e elogio.

Redes socias da autora:

Blog Jamais Desista dos Seus sonhos https://jdesistadssonhos.blogspot.com/
Fanpage Sonhos Bons Quando Realizados https://www.facebook.com/sonhosbons
Fanpage Estante da Déh https://www.facebook.com/estantedadeh
Instagram Estante da Déh @estantedadeh ou https://www.instagram.com/estantedadeh
Facebook pessoal https://www.facebook.com/debora.m.pereira.90
Instagram pessoal @dehmprs ou https://www.instagram.com/dehmprs/

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: