Cordel brasileiro

Graças a gentil colaboração de dois grandes poetas de Carnauba dos Dantas, do sertão do Rio Grande do Norte, tenho o prazer imenso de abrir um espaço no nosso site para divulgarmos essa incrível arte da cultura nordestina, diversificando e engrandecendo muito o nosso espaço literário.

“A literatura de cordel foi popularizada no Brasil por volta do século 18 e também ficou conhecida como poesia popular, porque contava histórias com os folclores regionais de maneira simples, possibilitando que a população mais simples entendesse. Seus autores ficaram conhecidos como poetas de bancada ou de gabinete. Aqui no Brasil, a literatura de cordel popularizou-se por meio dos repentistas (ou violeiros), que se assemelham muito aos trovadores medievais por contarem uma história musicada e rimada nas ruas das cidades, popularizando os poemas que depois viriam a ser os cordéis.”

https://brasilescola.uol.com.br/literatura/literatura-cordel.htm

AUTORES

Poeta Cacá de Cirilo

Poetisa Clara Bezerra


“Em certo dia, á hora, á hora

         Da meia noite que apavora,

Eu, cahindo de somno e exhausto de fadiga,

         Ao pé de muita lauda antiga,

      De uma velha doutrina, agora morta,

Ia pensando, quando ouvi á porta

Do meu quarto um soar devagarinho

         E disse estas palavras taes:

«É alguem que me bate á porta de mansinho;

         «Ha de ser isso e nada mais.»”

O Corvo – Edgar Allan Poe